Laços
Letra e Música: Darcy Derenusson
 
O Rio é de quem tem pressa
De quem não pára de procurar
Os vizinhos do meu lado
Devem se separar
Os laços que já criei
Não foram assim tão maus
O dia que amei
Existe lá no céu
 
Ontem acordei bem cedo
Fui rever o amanhecer
Cristina se casou com Pedro
E nunca mais voltou
O bonde do Corcovado
Vai me esperar
Às vezes me sinto de lado
Jogado aos pés do altar
 
Encontrar novo tom
No farol da voz
A luz do coração
Escolher
Infinitos são os sons
Que chamam pra viver
Na forma de canções
 
Pela liberdade
Já dei minha vida
Tou louco de saudades
Na ponta dos pés
 
Não fuja de seu talento
Perdoe-se de todo o mal
Guarde bem os seus momentos
Leve-os ao final
As chances de se encontrar
É difícil de se dizer
Um dia eu chego lá
Num lindo amanhecer
 
Encontrar novo tom
No farol da voz
A luz do coração
Escolher
Infinitos são os sons
Que chamam pra viver
Na forma de canções
Na forma de canções