Quadrinho
Letra e Música: Darcy Derenusson
 
Tudo faz sentido agora
Os caminhos que andei
Os traços sinuosos dos pincéis
Naquele quadro que pintei
 
Tudo faz sentido agora
Aqueles olhos que amei
Refletiam sombras do passado
Tudo o que eu queria ver
 
É só fazer outro quadrinho
Cheio de satisfação
E pintar bem devagarinho
Todo ele com razão
 
Olhe suas cicatrizes
Elas são marcas reais
São os selos de um porte pago
Desenhos da tua paz
 
Olhe esse amor tão louco
Pele, rosto e coração
Sirva-se como uma criança
Pode se rolar no chão
 
E vai fazer outro quadrinho
Cheio de satisfação
E pintar bem devagarinho
Todo ele com razão
 
Olhe suas cicatrizes
Elas são marcas reais
São os selos de um porte pago
Desenhos da tua paz
 
Olhe esse amor tão louco
Pele, rosto e coração
Sirva-se como uma criança
Pode se rolar no chão
 
E vai fazer outro quadrinho
Cheio de satisfação
E pintar bem devagarinho
Todo ele com razão